Os benefícios da AET para profissionais e empresas

Em tempos em que o home office se tornou uma forma de trabalho muito presente em diversos segmentos e áreas de atuação, torna-se ainda mais relevante tratar de temas como a ergonomia durante as atividades profissionais.

Para atender e cumprir regras gerais de ergonomia as empresas têm como referência a Norma Regulamentadora 17 (NR 17), que estabelece os parâmetros para um ambiente de trabalho que ofereça condições adequadas de ergonomia aos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente.

Tendo a NR 17 como base, as empresas devem formatar uma AET – Análise Ergonômica do Trabalho. Este documento tem como função realizar um estudo do local de trabalho e prevenir os riscos laborais, como má postura, temperatura inadequada, má iluminação, ferramentas com tamanhos inadequados, entre outros.

A NR 17 indica que cabe ao empregador realizar a análise ergonômica do trabalho, abordando as condições mínimas que a norma prevê. Devem ser analisados transporte e descarga de equipamentos e materiais, mobiliário, equipamentos técnicos para o trabalho, condições ambientais e até mesmo a organização da rotina diária.

As orientações privilegiam diversos fatores, entre eles:

1. Condições Ambientais – devem estar adequadas às características psicofisiológicas dos trabalhadores e à natureza do trabalho a ser executado. Para criar um ambiente confortável os níveis de ruído devem ficar em até 65dB, a temperatura entre 20°C e 23°C, a umidade relativa do ar superior a 40% e o nível de iluminação entre 500 a 1000 lux.

2. Equipamentos e terminais de vídeo – estes devem permitir o ajuste de altura de tela, da sua iluminação em relação ao ambiente e ainda proporcionar corretos ângulos de visão. Os teclados devem ser independente e ter mobilidade, permitindo ao trabalhador ajustá-lo de acordo com as tarefas a serem executadas. Todos estes equipamentos e o suporte para documentos devem ser colocados de maneira que as distâncias olho-tela, olho-teclado e olho-documento sejam aproximadamente iguais.

Estes dois tópicos acima são aqueles que incidem diretamente na atuação em home office, devem ser observados por todos os profissionais e, se necessário, ajustes podem e devem ser solicitados aos empregadores.

A NR 17 regulamenta ainda os trabalhos manuais, aqueles envolvem o transporte manual de cargas e garante que o serviço ocorra de forma adequada no levantamento e disposição da carga, assim como não admite que este trabalho comprometa a saúde ou sua segurança do profissional envolvido.

A organização do trabalho, incluindo as regras de produção, o modo operatório, o tempo exigido para a execução, o conteúdo e o ritmo do trabalho, entre outras características também constam na norma e devem fazer parte da AET.

Com a aplicação das condições previstas na norma através da AET, empresas e profissionais obtém diversos benefícios, como:

1. Melhora na produtividade

Com a AET devidamente alinhada à NR 17, é possível identificar formas de reduzir os movimentos repetitivos, otimizando a realização das tarefas.

2. Cumpre a legislação

A NR 17 exige que qualquer empresa, com funcionários contratados, faça a análise ergonômica do ambiente de trabalho.

3. Garante a valorização profissional

Ao aplicar a AET, as empresas oferecem melhores condições de trabalho às suas equipes, aumentando a sensação de reconhecimento e fazendo com que os profissionais se sintam acolhidos. Isso proporciona menor rotatividade em seus quadros funcionais e maior integração entre as pessoas.

4. Diminui faltas e afastamentos

As lesões por esforço repetitivo e outras doenças relacionadas ao trabalho são as responsáveis por uma grande parcela das faltas no trabalho. A aplicação correta da AET e da NR 17 contribuem para reduzir esse número.

5. Reduz os custos

O aumento da produtividade, a diminuição de faltas e a melhora dos resultados são benefícios da AET que levam diretamente ao aumento do lucro e redução de gastos.

A Planlink é especializada no gerenciamento de saúde, segurança e meio ambiente (SSMA/SST) e pode ajudar a sua empresa a adequar-se para atender às normas e obter excelentes resultados, mesmo que a sua equipe esteja atuando no modelo home office.

Entre em contato com a Planlink e prepare-se agora para a retomada que virá, em breve, em todos os segmentos de negócios.

Os benefícios da AET para profissionais e empresas

Em tempos em que o home office se tornou uma forma de trabalho muito presente em diversos segmentos e áreas de atuação, torna-se ainda mais relevante tratar de temas como a ergonomia durante as atividades profissionais.

Para atender e cumprir regras gerais de ergonomia as empresas têm como referência a Norma Regulamentadora 17 (NR 17), que estabelece os parâmetros para um ambiente de trabalho que ofereça condições adequadas de ergonomia aos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente.

Tendo a NR 17 como base, as empresas devem formatar uma AET – Análise Ergonômica do Trabalho. Este documento tem como função realizar um estudo do local de trabalho e prevenir os riscos laborais, como má postura, temperatura inadequada, má iluminação, ferramentas com tamanhos inadequados, entre outros.

A NR 17 indica que cabe ao empregador realizar a análise ergonômica do trabalho, abordando as condições mínimas que a norma prevê. Devem ser analisados transporte e descarga de equipamentos e materiais, mobiliário, equipamentos técnicos para o trabalho, condições ambientais e até mesmo a organização da rotina diária.

As orientações privilegiam diversos fatores, entre eles:

1. Condições Ambientais – devem estar adequadas às características psicofisiológicas dos trabalhadores e à natureza do trabalho a ser executado. Para criar um ambiente confortável os níveis de ruído devem ficar em até 65dB, a temperatura entre 20°C e 23°C, a umidade relativa do ar superior a 40% e o nível de iluminação entre 500 a 1000 lux.

2. Equipamentos e terminais de vídeo – estes devem permitir o ajuste de altura de tela, da sua iluminação em relação ao ambiente e ainda proporcionar corretos ângulos de visão. Os teclados devem ser independente e ter mobilidade, permitindo ao trabalhador ajustá-lo de acordo com as tarefas a serem executadas. Todos estes equipamentos e o suporte para documentos devem ser colocados de maneira que as distâncias olho-tela, olho-teclado e olho-documento sejam aproximadamente iguais.

Estes dois tópicos acima são aqueles que incidem diretamente na atuação em home office, devem ser observados por todos os profissionais e, se necessário, ajustes podem e devem ser solicitados aos empregadores.

A NR 17 regulamenta ainda os trabalhos manuais, aqueles envolvem o transporte manual de cargas e garante que o serviço ocorra de forma adequada no levantamento e disposição da carga, assim como não admite que este trabalho comprometa a saúde ou sua segurança do profissional envolvido.

A organização do trabalho, incluindo as regras de produção, o modo operatório, o tempo exigido para a execução, o conteúdo e o ritmo do trabalho, entre outras características também constam na norma e devem fazer parte da AET.

Com a aplicação das condições previstas na norma através da AET, empresas e profissionais obtém diversos benefícios, como:

1. Melhora na produtividade

Com a AET devidamente alinhada à NR 17, é possível identificar formas de reduzir os movimentos repetitivos, otimizando a realização das tarefas.

2. Cumpre a legislação

A NR 17 exige que qualquer empresa, com funcionários contratados, faça a análise ergonômica do ambiente de trabalho.

3. Garante a valorização profissional

Ao aplicar a AET, as empresas oferecem melhores condições de trabalho às suas equipes, aumentando a sensação de reconhecimento e fazendo com que os profissionais se sintam acolhidos. Isso proporciona menor rotatividade em seus quadros funcionais e maior integração entre as pessoas.

4. Diminui faltas e afastamentos

As lesões por esforço repetitivo e outras doenças relacionadas ao trabalho são as responsáveis por uma grande parcela das faltas no trabalho. A aplicação correta da AET e da NR 17 contribuem para reduzir esse número.

5. Reduz os custos

O aumento da produtividade, a diminuição de faltas e a melhora dos resultados são benefícios da AET que levam diretamente ao aumento do lucro e redução de gastos.

A Planlink é especializada no gerenciamento de saúde, segurança e meio ambiente (SSMA/SST) e pode ajudar a sua empresa a adequar-se para atender às normas e obter excelentes resultados, mesmo que a sua equipe esteja atuando no modelo home office.

Entre em contato com a Planlink e prepare-se agora para a retomada que virá, em breve, em todos os segmentos de negócios.

Novidades Sobre Saúde e Segurança no Trabalho

Novidades sobre Saúde e Segurança no Trabalho (SST). A MP 927, de 22/03/2020, apresenta mudanças nas exigências administrativas em SST. A Planlink está atenta a quaisquer alterações que tenham impacto direto ou indireto nos serviços de nossos clientes.

Para facilitar o entendimento do que muda, confira o texto do capítulo VII, artigos 15 a 17:

Art. 15. Durante o estado de calamidade pública a que se refere o art. 1º, fica suspensa a obrigatoriedade de realização dos exames médicos ocupacionais, clínicos e complementares, exceto dos exames demissionais.

§ 1º Os exames a que se refere caput serão realizados no prazo de sessenta dias, contado da data de encerramento do estado de calamidade pública.

§ 2º Na hipótese de o médico coordenador de programa de controle médico e saúde ocupacional considerar que a prorrogação representa risco para a saúde do empregado, o médico indicará ao empregador a necessidade de sua realização.

§ 3º O exame demissional poderá ser dispensado caso o exame médico ocupacional mais recente tenha sido realizado há menos de cento e oitenta dias.

Art. 16. Durante o estado de calamidade pública a que se refere o art. 1º, fica suspensa a obrigatoriedade de realização de treinamentos periódicos e eventuais dos atuais empregados, previstos em normas regulamentadoras de segurança e saúde no trabalho.

§ 1º Os treinamentos de que trata o caput serão realizados no prazo de noventa dias, contado da data de encerramento do estado de calamidade pública.

§ 2º Durante o estado de calamidade pública a que se refere o art. 1º, os treinamentos de que trata o caput poderão ser realizados na modalidade de ensino a distância e caberá ao empregador observar os conteúdos práticos, de modo a garantir que as atividades sejam executadas com segurança.

Art. 17. As comissões internas de prevenção de acidentes poderão ser mantidas até o encerramento do estado de calamidade pública e os processos eleitorais em curso poderão ser suspensos.

A Planlink segue atuando e se coloca à disposição para auxiliar nossos clientes e demais empresas em caso de dúvidas sobre SST. Fale com a gente, nossos consultores irão te ajudar a encontrar soluções para seu negócio. Ligue (71) 3627-6499.

Nova Planta de Inseticida – DOW Agrisciences

Nossa atuação junto ao cliente, uma referência em SST, incluiu suporte na conclusão da expansão da fábrica de agroquímicos sem nenhum acidente com afastamento. Somou-se mais de 1 milhão de horas trabalhadas em um espaço pequeno e com grandes desafios, como riscos em altura e outros.

Sempre com a filosofia de atuação nos desvios, implementamos procedimentos específicos para as atividades de risco ajudando as contratadas a alcançarem o resultado esperado: o zero acidente.